Grupo de Política Internacional

Europa das Ideias
28
Mai 09

Vital Moreira propôs a criação de um imposto europeu, não explicando o que está na sua génese, qual o seu objectivo, e como iria ser “financiado”.

Paulo Rangel, propôs a utilização de benefícios fiscais como um dos instrumentos para injectar liquidez nas empresas, tendo em conta as dificuldades que atravessam por via desta profunda crise económico-financeira que as tem afectado.

Nos primeiros debates para estas eleições europeias, Vital Moreira criticou de modo impetuoso a proposta de utilização daqueles instrumentos, reforçando que os mesmos iriam reduzir a receita do Estado. No entanto, afirmou que este novo imposto não iria aumentar a carga fiscal. Ora, das duas, uma (i) ou não aumenta os impostos, canalizando parte das receitas fiscais de Portugal para a EU, reduzindo a tal receita do Estado, que àquela altura era tão importante; (ii) ou defende o aumento de impostos, que neste cenário económico não parece minimamente aceitável.

Para Vital Moreira, a sua proposta seria boa, mesmo não se sabendo quando e como haveria de ser repercutida na economia (o que nos é familiar), mas a de Paulo Rangel (também recomendada pelo G20 e EU), cujo efeito teria impacto directo e rápido na economia real, já não o seria………que contradição vital.

publicado por nunocarlosaraujo às 00:26

pesquisar
 
sobre nós
Somos um grupo de jovens pró-europeus, que pretende contribuir para o avanço do projecto de integração europeia fomentando o debate de ideias sobre as grandes questões da actualidade, recordando a história da Europa.
desenvolvimento: Oceanlab
blogs SAPO